DÓLAR HOJE:
Euro Hoje
13 de julho de 2024
Search
Close this search box.

Rodoviários de Maceió protestam contra a redução do valor do ticket de alimentação e cobram por vacinas

Compartilhe este artigo

Veículos estão parados na Avenida Fernandes Lima, em Maceió (Foto: Divulgação/Sinttro-AL)

Os rodoviários fazem um protesto na Praça Centenário, em Maceió, contra a redução do valor do ticket de alimentação e pedem a manutenção no plano de saúde da categoria. O ato está sendo realizado desde às 9h desta quinta-feira (8).

Eles também cobram vacinas contra a Covid-19 para os profissionais do transporte público e a garantia da assinatura da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT). Além disso, eles são contra a demissão de cobradores e a contratação de trabalhadores terceirizados.

Por meio de nota, o Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros de Maceió (Sinturb) informou que a mobilização descumpre uma sentença judicial, que proíbe greve, piquete ou qualquer tipo de paralisação do transporte urbano de Maceió com uma multa diária de R$ 50 mil. Além disso, o Sinturb disse ainda que o fato será relatado ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT). Confira a nota completa ao final do texto.

Os ônibus estão parados em fileiras na faixa azul da Avenida Fernandes Lima, espaço exclusivo para o tráfego desses veículos, no sentido centro da cidade.

“Estamos cobrando dessas empresas que respeitem os colaboradores. Hoje à tarde vai haver uma audiência e esperamos que os empresários se sensibilizem com os problemas do trabalhador, com a necessidade do pagamento do nosso ticket de alimentação e a manutenção do nosso plano de saúde. Não vamos abrir mão”, afirmou o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários (SINTTRO-AL), Sandro Reges.

Segundo o sindicato, caso não haja acordo, há a possibilidade de os rodoviários pararem os serviços nesta sexta-feira (9).

NOTA DO SINTURB

O Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Passageiros de Maceió (Sinturb) esclarece que o Sinttro-AL descumpre a sentença judicial, que proíbe greve, piquete ou qualquer tipo de paralisação do transporte urbano de Maceió.

Com a greve realizada nesta quinta (8), os rodoviários ocasionaram uma aglomeração de passageiros dos ônibus que foram impedidos de circular, tendo que desembarcar em via pública, ferindo assim o decreto estadual.

As empresas de ônibus reiteram ainda que está previsto na sentença uma multa diária de R$ 50 mil pelo seu descumprimento, e o fato ocorrido hoje será relatado ao desembargador do TRT.

Rodoviários são contra a demissão de cobradores e a contratação de terceirizados (Foto: Divulgação/Sinttro-AL)

 

Colaboradores pedem vacinas contra a Covid-19 para categoria durante ato em Maceió (Foto: Divulgação/Sinttro-AL)

Compartilhe este artigo

Deixe seu comentário

Para comentar na página você deve estar logado em seu perfil do Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral poderão ser denunciados, acarretando até mesmo na perda da conta. Leia os termos de uso e participe com responsabilidade.

Comercial

Redação

© COPYRIGHT 2023 – GOCOM GRUPO ONLINE DE COMUNICAÇÃO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.