DÓLAR HOJE:
Euro Hoje
1 de julho de 2022

PRAIA ALAGOANA É CONSIDERADA UMA DAS 22 MAIS BONITAS DO PAÍS PELO MINISTÉRIO DO TURISMO

Compartilhe este artigo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Praia alagoana é considerada uma das 22 mais bonitas do país pelo Ministério do Turismo

Praia do Patacho – Foto: Reprodução

A Praia do Patacho, na cidade de Porto de Pedras, no litoral Norte de Alagoas, foi premiada com a Bandeira Azul, a principal certificação internacional dedicada à gestão ambiental sustentável. Ao todo, incluindo o paraíso alagoano, 22 praias foram consideradas as mais bonitas do país, de acordo com o júri nacional do programa, composto pelo Ministério do Turismo e outros órgãos do país. A cerimônia de entrega da bandeira está marcada para o dia 15 de dezembro.

Para o prefeito Henrique Vilela, receber a bandeira não é apenas conquistar a maior premiação global , por uma entidade internacional como a Foudation for Envairoment Education -FEE, mas saber que a administração das ações do turismo estão no caminho certo.

A secretária Zélia Cavalcanti acrescenta que em um país com 7.500 km de costa e mais de 2 mil praias, ser uma das únicas 4 do Nordeste- as outras três ficaram com a Bahia- só aumenta a responsabilidade com a qualidade da água, que hoje segue padrões internacionais de balneabilidade, segurança e gestão ambiental. “Temos um trabalho de parceria com a Sedetur, a secretaria municipal de Meio Ambiente , Comtur e a comunidade. A premiação é de todos”, conclui.

Porto de Pedras tem um compromisso com a preservação do turismo ambiental, sustentável e de base comunitária. O empenho é para sempre ofertar locais limpos, preservados e aptos para que os nossos turistas possam aproveitar, não apenas o Patacho, mas as praias do Centro, de Lajes e de Tatuamunha.

Para se qualificar para o Bandeira Azul, o município cumpriu uma série de critérios com foco em gestão ambiental, qualidade da água, educação ambiental, segurança e serviços, turismo sustentável e responsabilidade social .O principal objetivo do Programa é elevar o grau de participação e, consequentemente, de conscientização da sociedade, empresários do segmento náutico e gestores públicos quanto à necessidade de proteger os ambientes marinho/costeiro, incentivando a realização de ações que conduzam à resolução dos problemas existentes na busca da qualidade e proteção ambiental.

A coordenadora do Programa Bandeira Azul no Brasil, Leana Bernardi, que há 15 dias visitou a área do Pataacho, destacou que a premiação vem para vencer os desafios encontrados nos últimos tempos. “Por conta da pandemia, houve dificuldade para alguns em realizar testes de balneabilidade da água e certas atividades relacionadas ao programa. No entanto, com a ajuda de nossos parceiros, todos os critérios foram cumpridos, ganhando reconhecimento do júri nacional e internacional”, concluiu.

Com a Bandeira Azul, a área da praia terá um código de conduta com regras mais rígidas e que precisarão ser cumpridas por todos: turistas e comunidade para proteger o ambiente marinho e costeiro

Além do MTur, também fazem parte do Júri Nacional do Programa os ministérios da Educação e do Meio Ambiente, a Secretaria de Coordenação e Governança Patrimônio da União do Ministério da Economia, o Instituto Ambientes em Rede, a Associação Náutica Brasileira – ACATMAR, a Agência Brasileira de Gerenciamento Costeiro, a Fundação SOS Mata Atlântica, a Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático e a Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente – ANAMMA . Anualmente, as entidades se reúnem para aferição do cumprimento dos critérios e deliberação sobre quais praias, marinas e embarcações serão submetidas ao Júri Internacional.

Bandeira Azul

O Programa Bandeira Azul promove o desenvolvimento sustentável em áreas de água doce e marinhas. O Programa desafia as autoridades locais e os gestores de praia a alcançarem altos padrões de qualidade em quatro temas: qualidade da água, gestão ambiental, educação ambiental e segurança. Ao longo dos anos, o Bandeira Azul tornou-se um rótulo ecológico altamente respeitado e reconhecido trabalhando para reunir os setores de turismo e meio ambiente de maneira local, regional e internacional.

O Programa Bandeira Azul foi criado pela FEE – Foundation for Environmental Education (www.fee.global), uma instituição internacional com diversos integrantes representando seu respectivo país. No Brasil, o Operador Nacional do Programa é o IAR – Instituto Ambientes em Rede (www.iarbrasil.org.br).

Fonte: Já é Noticia

Compartilhe este artigo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email

Deixe seu comentário

Para comentar na página você deve estar logado em seu perfil do Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral poderão ser denunciados, acarretando até mesmo na perda da conta. Leia os termos de uso e participe com responsabilidade.

Comercial

Redação

© 2020-2021 Imprensa Online – Todos os direitos reservados

Desenvolvido Por