DÓLAR HOJE:
Euro Hoje
24 de abril de 2024
Search
Close this search box.

Policia Civil de Alagoas vai investigar se advogado preso tentou abusar sexualmente de outras babás

Compartilhe este artigo

A Polícia Civil de Alagoas (PC/AL) iniciou uma investigação para apurar se o advogado, de 63 anos, detido em flagrante por suposta tentativa de estupro contra a babá de seus três filhos, possa ter cometido crimes semelhantes contra outras cuidadoras que trabalharam para ele. O incidente ocorreu nesta segunda-feira (19).

Segundo relato da vítima em seu depoimento, o suspeito mencionou ter tido relações sexuais com babás anteriormente, mas alegou que estas teriam sido consensuais.

A versão apresentada à polícia pela vítima descreve que o pai colocou as crianças para dormir e se dirigiu até a cozinha, onde a jovem, de 18 anos, estava presente. Lá, ele teria tentado iniciar um encontro sexual, sendo interrompido quando a babá, assustada, gritou, sendo ouvida pelos vizinhos.

De acordo com a delegada Ana Luiza Nogueira, que conduz o caso, o suspeito detém a guarda dos três filhos.

O advogado será submetido a uma audiência de custódia na tarde desta terça-feira (20), momento em que será decidido se a prisão em flagrante será convertida em prisão preventiva ou se ele será liberado mediante medidas cautelares.

Além da tentativa de estupro, a polícia apreendeu um revólver calibre 38, juntamente com três munições deflagradas e duas intactas. Também foi encontrada uma substância identificada como Durateston (hormônio muscular).

O suspeito negou as acusações durante seu interrogatório na delegacia, inclusive negando a existência da arma de fogo, embora esta tenha sido encontrada em sua residência. Ele afirmou que a babá teria instigado a situação, porém, a delegada enfatizou que essa é uma narrativa comum entre abusadores, e que nos casos de abuso, a palavra da vítima é considerada fundamental para a investigação.

* Matéria em atualização.

Fonte: Redação IO
Policia Civil
Foto: Reprodução

Compartilhe este artigo

Deixe seu comentário

Para comentar na página você deve estar logado em seu perfil do Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral poderão ser denunciados, acarretando até mesmo na perda da conta. Leia os termos de uso e participe com responsabilidade.

Comercial

Redação

© COPYRIGHT 2023 – GOCOM GRUPO ONLINE DE COMUNICAÇÃO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.