DÓLAR HOJE:
Euro Hoje
28 de fevereiro de 2024

Marlan Ferreira aciona MPE e PC após descobrir suposto plano de Antônio Albuquerque para matá-lo

Compartilhe este artigo

O prefeito de Limoeiro de Anadia, Marlan Ferreira (PP), procurou o Ministério Público de Alagoas (MPE/AL) e a Polícia Civil (PC) após descobrir um suposto plano de assassinato contra ele, que estaria sendo tramado pelo deputado estadual Antônio Albuquerque (REPUBLICANOS). O parlamentar, por sua vez, em conversa com a reportagem da Gazetaweb, negou qualquer trama e cobrou que todos os órgãos ligados à Segurança Pública sejam ouvidos, para checar a informação, e, se for o caso, chegar ao verdadeiro responsável.

Marlan Ferreira, em vídeo divulgado nessa quinta-feira (16), afirmou que Albuquerque estaria usando o próprio segurança para provocar o assassinato do chefe do executivo municipal. As declarações também constam em um boletim policial enviado à Gazeta.

Conforme relata o prefeito da cidade do Agreste de Alagoas, Albuquerque teria ligado para a família do segurança Paulo Pereira, que é policial, afirmando que Marlan queria matá-lo. Essa informação teria chegado ao prefeito por meio de três pessoas que descreveram a ‘trama’.

“Fui informado ainda que o citado deputado fez algumas ligações para familiares de Paulo dizendo a eles, entre aspas: ‘O prefeito de limoeiro quer matar seu parente, vai ficar por isso mesmo?’, instigando os familiares de Paulo a tomarem uma iniciativa contra a minha pessoa”, denunciou o prefeito de Limoeiro de Anadia.

No depoimento à polícia, o prefeito relatou que os familiares do segurança têm histórico de violência. Ainda de acordo com o Marlan Ferreira, o segurança de Antônio Albuquerque chegou a procurar a Secretaria de Segurança Pública (SPP/AL) noticiando que o prefeito estava contratando um pistoleiro por uma quantia de R$ 200 mil para assassiná-lo.

A denúncia do segurança, ainda segundo Marlan, seria o primeiro passo do suposto plano orquestrado por Albuquerque para estimular o policial ou seu familiares a tirar a vida do prefeito.

“Das duas uma: ou o deputado pretende ceifar a vida de Paulo ou pretende induzir Paulo e familiares a tirar a minha vida”, afirmou Marlan em vídeo.

De acordo com o prefeito de Limoeiro, ele buscou o Ministério Público, por meio do procurador-geral do órgão ministerial, e a Polícia Civil, através do delegado que está investigando o caso, para oficializar a denúncia.

Na oportunidade, ele cobrou das autoridades também esclarecimentos dos homicídios de Edson e do comerciante José Batista Lima, que, segundo o prefeito, seriam desafetos de Antônio Albuquerque.

“Vou levar toda essa situação ao governador de Alagoas, Paulo Dantas, e detalhar tudo, cobrando da SSP uma apuração séria e isenta de todos esses fatos”, expressou Marlan.

O prefeito finalizou o vídeo declarando que sua história de vida é de paz e que a violência e os crimes de mando em Limoeiro de Anadia têm nome e sobrenome. “Sou avesso à violência. Minha vida é de paz. O povo de Limoeiro me conhece”, concluiu Marlan Ferreira.

Fonte: Gazeta Web
Foto: Reprodução

Compartilhe este artigo

Deixe seu comentário

Para comentar na página você deve estar logado em seu perfil do Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral poderão ser denunciados, acarretando até mesmo na perda da conta. Leia os termos de uso e participe com responsabilidade.

Comercial

Redação

© COPYRIGHT 2023 – GOCOM GRUPO ONLINE DE COMUNICAÇÃO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.