DÓLAR HOJE:
Euro Hoje
24 de abril de 2024
Search
Close this search box.

Em Maceió, mais de 700 motociclistas abordados em operação não portavam carteira de habilitação

Compartilhe este artigo

                                Operação Ruído Zero também fiscaliza habilitação de condutores e motos. 
Implementada desde agosto de 2023, a operação Ruído Zero tem como objetivo inibir a circulação de motocicletas irregulares e que emitem ruídos excessivos nas vias da capital alagoana. Durante o período, foram mais de 4.200 abordagens e nestas mais de 700 motociclistas foram flagrados conduzindo o veículo sem portar Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

O diretor-presidente do Departamento Municipal de Transportes e Trânsito (DMTT) de Maceió, André Costa, alerta para a prática irregular. “É um número preocupante, O condutor não habilitado representa um risco ao trânsito em qualquer situação, esteja ele em uma motocicleta, em um automóvel ou qualquer veículo. É uma prática nociva à segurança viária, que pode resultar em acidentes graves”, afirma.

O que diz o CTB

Ser flagrado conduzindo veículo sem CNH configura infração gravíssima x 3, conforme diz o Artigo 162 do Código de Trânsito Brasileiro – CTB (dirigir veículo sem possuir Carteira Nacional de Habilitação, Permissão para Dirigir ou Autorização para Conduzir Ciclomotor). O motociclista ou motorista abordado nessa situação recebe multa de R$ 880,41.

A medida administrativa para esses casos é a retenção do veículo até a apresentação do documento ou de um condutor devidamente habilitado.

“Aqui vamos muito além da infração e da penalidade envolvida nessa infração, mas nas consequências, como um acidente com vítimas, que pode ser evitado em uma fiscalização que flagre o condutor inabilitado, por exemplo”, completou André Costa.

Balanço Ruído Zero

De agosto de 2023 até março de 2024, a operação contou com 45 etapas, sendo realizada em diversos pontos das partes alta e baixa de Maceió. Entre os bairros atendidos estão Benedito Bentes, Cidade Universitária, Santa Lúcia, Jacintinho, Ponta da Terra, Petrópolis (acesso à Chã da Jaqueira), Prado, Poço (Santo Eduardo), Centro, Chã da Jaqueira, Farol, Pajuçara, Santa Amélia, Bebedouro, Vergel do Lago, Clima Bom, Jatiúca, Feitosa, Antares, Santos Dumont e Serraria.

Foram realizadas 4.257 abordagens; com 1.668 autuações. Destas, 68 registradas por uso de descarga livre/escapamento ineficiente/inoperante. Durante uma das ações, também houve uma condução à delegacia por receptação dolosa de motocicleta com queixa de roubo/furto.

“A Ruído Zero nasceu para coibir o uso de descargas irregulares, que tanto incomodam e afetam o bem-estar de idosos, pessoas com enfermidades e autistas, por exemplo. Mas não nos limitamos a essa verificação e temos na operação uma verificação completa, que em muitos casos garante a segurança viária”, pontuou o coordenador do Grupo de Pronta Resposta do DMTT, Rafael Cabral.

Fonte: Redação IO
Ascom DMTT
Foto: Reprodução

Compartilhe este artigo

Deixe seu comentário

Para comentar na página você deve estar logado em seu perfil do Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral poderão ser denunciados, acarretando até mesmo na perda da conta. Leia os termos de uso e participe com responsabilidade.

Comercial

Redação

© COPYRIGHT 2023 – GOCOM GRUPO ONLINE DE COMUNICAÇÃO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.