DÓLAR HOJE:
Euro Hoje
12 de abril de 2024
Search
Close this search box.

Deputado rebate crítica de Renan Filho a Bolsonaro sobre Canal do Sertão: ‘mentiroso’

Compartilhe este artigo

O deputado estadual Cabo Bebeto (PTC) chamou o governador Renan Filho (MDB) de mentiroso pela fala do chefe do Executivo local, durante evento, em que transfere para o governo federal a responsabilidade pela demora na execução nas obras do Canal do Sertão alagoano.

De acordo com o parlamentar, a culpa pelo atraso é do Estado, que enviou projeto com falhas graves, sendo impedido de ser colocado em prática pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

Um vídeo que está sendo compartilhado nas redes sociais mostra Renan Filho falando da entrega do trecho IV da obra e cobrando do governo Bolsonaro a liberação dos recursos para que o trecho seguinte (o V) seja sequenciado.

Durante pronunciamento na Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE), Bebeto expôs que, desde 2015, o TCU aponta irregularidades gravíssimas nas obras do Canal do Sertão, ensejando em bloqueio recorrente dos recursos.

E lembrou de operação da Polícia Federal (PF), em 2017, que investigava fraudes de licitação, lavagem de dinheiro, desvio de verbas públicas e organização criminosa, apontando uma série de problemas na execução do contrato para os trechos III e IV, inclusive superfaturamento nas contas.

“Na investigação do TCU, foi determinado que a Seinfra [Secretaria Estadual de Infraestrutura de Alagoas] fizesse as devidas adequações ao projeto. Um tempo depois, um novo plano foi apresentado, mas o Tribunal de Contas apontou que o projeto continuava irregular, com graves problemas básicos, que inviabilizavam a continuidade das obras”, destacou.

Segundo Bebeto, o plano de execução das obras apresentado pela Seinfra estava deficiente, as alterações exigiram nova licitação e extrapolavam o que preconizava a lei. “A irresponsabilidade é única e exclusiva do governador ‘Renóquio’, que apresentou projeto irregular, mas o TCU agiu rapidamente para que os recursos não fossem liberados”.

“O governador deveria garantir a devida exploração do Canal do Sertão. Mas, ele está em pré-campanha, afinal de contas sua hora está chegando e os aliados estão se afastando. Quem aplaude este discurso ou é burro, doido ou está mamando. Qualquer sensato ridiculariza porque o governo federal não liberou recurso porque o trecho está todo irregular no projeto. O governo federal tem responsabilidade já que os órgãos de controle impedem a verba”, completou.

Além de chamar Renan Filho de mentiroso, o deputado denominou o ex-presidente Lula de ‘Ali Babá’ e de ‘maior chefe de quadrilha deste País’.

Em aparte, os deputados Davi Maia (DEM), Francisco Tenório (PMN) e Ronaldo Medeiros (MDB) contribuíram com o discurso e, cada um ao seu modo, criticou ou defendeu Renan Filho.

No dia 13 de maio deste ano, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) esteve no município de São José da Tapera, participando da cerimônia que marcou a inauguração do trecho IV do Canal do Sertão. Esta etapa compreendeu a liberação de 30 quilômetros de extensão que teria a capacidade de abastecimento de cerca de 113 mil famílias em quatro municípios.

Ao todo, o Canal do Sertão Alagoano terá cerca de 250 quilômetros de extensão e abrangerá 42 municípios, atendendo mais de 1 milhão de famílias no estado.

Fonte da Notícia: Gazetaweb

Foto: Igor Pereira/ALE

Compartilhe este artigo

Deixe seu comentário

Para comentar na página você deve estar logado em seu perfil do Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral poderão ser denunciados, acarretando até mesmo na perda da conta. Leia os termos de uso e participe com responsabilidade.

Comercial

Redação

© COPYRIGHT 2023 – GOCOM GRUPO ONLINE DE COMUNICAÇÃO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.